Brasileiro bate recorde ao visitar os 196 países do mundo

Ele conseguiu a proeza em apenas 543 dias

Pleno.News - 22/11/2019 19h04

Um pernambucano de 25 anos conquistou um feito inédito: se tornou o primeiro brasileiro a visitar todos os países do mundo, além de ser o ser humano mais rápido a realizar esta proeza. Por causa disso, Anderson Dias entrou para o livro dos recordes, principal objetivo quando iniciou a aventura.

O jovem influenciador digital visitou os 196 países do globo terrestre em 543 dias. A aventura é acompanhada por mais de mais de 1 milhão de seguidores no Instagram, canal que ele usa para compartilhar a empreitada.

No perfil, o rapaz conta os perrengues do dia a dia e os encontros com a cultura local. Ele diz que o contato com os seguidores é o mais espontâneo possível.

– Não tenho filtro no que eu falo. Falo como se estivesse conversando com meus amigos, não me censuro, não me obrigo a falar as coisinhas corretas. Algo que prezo é não falar muito palavrão – revelou Anderson.

Antes de largar tudo e partir para o mundo, o pernambucano era um vendedor capinhas de telefone que rodava o Brasil com seus produtos. Um intercâmbio para a Irlanda fez o rapaz descobrir a paixão por conhecer novos países.

– É um privilégio viajar sozinho da mesma forma que é um grande desafio sair da sua zona de conforto, buscar novas experiências e enfrentar seus medos. Posso dizer que é um grande desafio que no final tem um presente – afirmou.

O que era uma paixão tornou-se também a fonte de renda de Anderson. Conforme a popularidade aumentava, o jovem conseguiu ganhar dinheiro com publicidade em seus posts.

– No Instagram dá pra fazer o publi post, que é cobrar das empresas para fazer publicidade falando de algo, não necessariamente sobre turismo. Na Internet tem várias possibilidades de fonte de renda. A questão é que as pessoas não querem sair da zona de conforto, largar o certo para tentar o duvidoso – observou Anderson.

Desde que iniciou a volta ao mundo, Anderson afirmou que experiência é incomparável e a pouca idade tornou tudo mais fácil.

– Por ser jovem, consigo me adaptar aos lugares, aprender rápido, fazer amizade logo, tenho bom-humor. O fato de viajar jovem me ajudou bastante. Consigo levar mais ‘porrada’ e me manter de pé – avalia.

LEIA TAMBÉM+ Casa mais cara do Brasil está à venda. Veja fotos da mansão!
+ Hong Kong vai às urnas em 'termômetro' dos protestos
+ Jovem se distrai com celular e morre atropelada por trem


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo