Leia também:
X Menino com doença rara realiza sonho de ser PM por um dia

Brasil não terá horário de verão pelo segundo ano seguido

Regra foi encerrada em abril do ano passado e mudança nos relógios já não havia acontecido em 2019

Pleno.News - 17/10/2020 16h08 | atualizado em 18/10/2020 12h59

Horário de verão não acontecerá pelo segundo ano consecutivo Foto: Pixabay

Pelo segundo ano consecutivo o Brasil não terá horário de verão, instrumento usado ininterruptamente de 1985 até 2018 com o objetivo de economizar o consumo de energia entre os meses de outubro e fevereiro, quando havia maior incidência de luminosidade.

Por decreto em abril do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro encerrou o horário de verão após estudo do Ministério de Minas e Energia (MME) apontar que com o fim da mudança temporária o consumidor teria uma economia de R$ 100 milhões.

– Nos últimos anos, com as mudanças no hábito de consumo da população e a intensificação do uso do ar condicionado, o período de maior consumo diário de energia elétrica foi deslocado para o período da tarde, quando o horário de verão não tinha influência – explicou o MME, na época.

A redução da economia do horário de verão começou a ser percebida e questionada em 2017, quando foi registrada uma queda de consumo da ordem de 2.185 megawatts, equivalente a cerca de R$ 145 milhões. Em 2013, a economia havia sido de R$ 405 milhões, caindo para R$ 159,5 milhões em 2016, uma queda de 60%.

*Estadão

Leia também1 Médicos se manifestam contra obrigatoriedade de vacina em SP
2 "Peço a Deus estar com vocês em 2023", diz Bolsonaro a cadetes
3 Bolsonaro sobre Argentina: "Peço a Deus que salve nossos irmãos"
4 Bolsonaro entrega espadins em formatura de cadetes da Aman
5 Eduardo Bolsonaro publica fotos do nascimento de Geórgia. Veja!

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.