Leia também:
X PT critica “agressão” dos EUA contra a Rússia, mas apaga nota

Bolsonaro ‘cobra’ patriotismo e diz: ‘Comunismo é um fracasso’

Presidente pediu ainda que brasileiros continuem acreditando no país

Gabriela Doria - 24/02/2022 14h50 | atualizado em 24/02/2022 15h02

Presidente Jair Bolsonaro fez alerta aos brasileiros Foto: PR/Anderson Riedel

O presidente Jair Bolsonaro voltou a condenar, nesta quinta-feira (24), os regimes comunistas e socialistas. Em discurso em evento em São Paulo, o chefe do Executivo repetiu as críticas feitas à Argentina, cujo governo de esquerda é assolado por uma forte crise econômica e social, e pediu que os brasileiros olhassem para outros exemplos no continente sul-americano.

– O Brasil é como transatlântico; não dá para dar cavalo de pau, mas nós vamos, cada vez mais, redirecionando o seu futuro. Olhem, aqui, na América do Sul, qual [é] o destino que outros países estão tomando. Vejam se nós queremos isso para a nossa pátria – pediu.

O presidente também sustentou que os brasileiros devem continuar defendendo o nacionalismo do país, além de trabalhar para evitar a “desgraça” do “socialismo”.

– Quero, mais uma vez, agradecer a todos vocês pela confiança, pela crença no Brasil, pela motivação de, cada vez mais, lutar pelo verde e amarelo e pela certeza de que nós jamais iremos para a esquerda no Brasil. Comunismo é um fracasso; socialismo é uma desgraça. Nós somos a maioria. Nós, juntos, vamos mudar o destino do Brasil – finalizou.

Apesar do discurso, Bolsonaro não citou o exemplo da Rússia, que por décadas viveu sob um Estado comunista, durante a extinta União Soviética. Atualmente, a Rússia está mundialmente isolada por causa dos ataques à Ucrânia, que tem recebido apoio do Ocidente.

A embaixada brasileira e outras autoridades da República, como o vice-presidente Hamilton Mourão, já condenaram a guerra da Rússia contra a Ucrânia.

Leia também1 Mourão: 'Ou Ocidente usa força, ou Putin vai agir como Hitler'
2 Trump diz que ação russa foi possível por "fraqueza" dos EUA
3 Lira e Pacheco pedem 'solução rápida' para conflito na Ucrânia
4 Kiev: Rússia chega a Chernobyl, e há risco de acidente nuclear
5 Rússia diz que destruiu 74 instalações militares da Ucrânia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.