Leia também:
X Augusto Nunes chama Boulos de ameaça e “irrita” esquerda

Augusto Nunes diz que Gilmar “não é juiz, é um empresário”

Jornalista ainda questionou capacidade do ministro em julgar suspeição de Sergio Moro sobre Lula

Gabriela Doria - 11/08/2020 17h55 | atualizado em 11/08/2020 18h01

Ministro Gilmar Mendes ouviu críticas de Augusto Nunes Foto: STF/Carlos Moura

O jornalista e comentarista Augusto Nunes, crítico ferrenho dos ministros do Supremo Tribunal Federal, ironizou a competência de Gilmar Mendes em julgar a “parcialidade” de outros juízes. Gilmar deu voto confirmando a suspeição do ex-juiz Sergio Moro no julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

– Gilmar julgando se alguém é parcial é uma piada, uma completa piada. Ele é parcialíssimo. Ele muda de ideia sobre o mesmo caso, depende da circunstância. Ele não é juiz. Ele é um empresário que explora a educação no pior sentido – apontou.

E seguiu, fazendo um alerta.

– [Ministros do STF] Estão brincando com coisa perigosa. O povo não tá contente com eles, e eles vão perceber a qualquer momento – declarou.

Atualmente, o julgamento da parcialidade de Sergio Moro no caso de Lula conta com dois votos reconhecendo a suspeição, de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, e dois negando a interferência, de Edson Fachin e Cármen Lúcia. O voto que irá desempatar o caso é do ministro Celso de Mello. O caso é apreciado pela Segunda Turma do STF e tem como relator Gilmar Mendes.

Leia também1 Augusto Nunes chama Boulos de ameaça e "irrita" esquerda
2 Boris Casoy alerta sobre STF: 'Querem fazer Lula candidato'
3 União indenizará Dallagnol por causa de Gilmar Mendes
4 Kajuru ironiza solturas de Gilmar: 'Tem amor por ladrão'
5 Gilmar Mendes manda soltar Alexandre Baldy

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.