Leia também:
X Em vídeo, Gleisi mente sobre suposta “inocência” de Lula

Auditores da Receita avaliam ampliar paralisação nacional

Sindicato acusa governo de estar "ignorando os sinais da categoria"

Monique Mello - 29/12/2021 17h49 | atualizado em 29/12/2021 17h59

Superintendência da Receita Federal, em Brasília Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

A greve iniciada na última segunda-feira (27) por auditores fiscais da Receita Federal poderá ser expandida. Ao menos é o que estuda o sindicato da categoria, o Sindifisco. De acordo com a coluna de Igor Gadelha, do Metrópoles, foi reclamado em reunião que o presidente Jair Bolsonaro (PL) não sinalizou se irá atender às demandas dos servidores.

Por este motivo, o grupo analisa a possibilidade de uma paralisação que atinja também portos e aeroportos. Integrantes do sindicato falaram a Gadelha que o governo parece estar “ignorando os sinais da categoria”.

Os servidores da Receita Federal demandam a regulamentação de um bônus de produtividade que já vem sendo pago há cinco anos. Além disso, reclamam da redução do orçamento para as atividades do órgão.

Além da Receita, outras categorias de funcionalismo público federal estão estudando uma greve geral . Neste caso, a demanda é que haja um reajuste salarial proporcional ao concedido a policiais federais.

Leia também1 Total de auditores da Receita que entregaram cargos chega a 738
2 Receita localiza 1,2 tonelada de cocaína no Porto de Santos
3 Águas do Brasil arremata lote 3 da Cedae por R$ 2,2 bilhões
4 Entenda! Moro mente ao tentar desqualificar governo Bolsonaro
5 Dono de cartório é encontrado morto após ser sequestrado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.