Leia também:
X Rainha Elizabeth e Biden ‘estrelam’ campanha de vacinação no Brasil

Aliados e políticos lamentam a morte do prefeito Bruno Covas

Jovem prefeito perdeu a luta contra um agressivo câncer

Gabriela Doria - 16/05/2021 10h48 | atualizado em 16/05/2021 10h49

A morte do prefeito de São Paulo Bruno Covas, neste domingo (16), gerou comoção e homenagens de aliados e também de adversários políticos. As palavras de carinho partiram desde seu parceiro político, João Doria, de quem foi vice-prefeito, a tradicionais opositores, como o ex-prefeito Fernando Haddad e a ex-presidente Dilma Rousseff.

Todas as mensagens destacavam a bravura de Covas na luta contra a doença e sua promissora carreira política, que foi interrompida.

Bruno Covas morreu neste domingo, vítima de um agressivo câncer no sistema digestivo, que se espalhou para os ossos e para o fígado.

Ele deixa o filho Tomás, de 15 anos.

Leia também1 Morre o prefeito Bruno Covas, aos 41 anos, vítima de câncer
2 Morre a atriz Eva Wilma, vítima de câncer no ovário
3 Roberto Jefferson se batiza: "Deus perdoe meus erros"
4 Bolsonaro: "Sem voto impresso, Lula ganha em 2022 na fraude"
5 Tarcísio está na iminência de ser adotado por SP, diz Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.