Advogados de Lula querem ler conversas hackeadas de Moro

Defesa do petista pede acesso às mensagens capturadas pela Polícia Federal

Pleno.News - 13/08/2019 14h42

Advogados do ex-presidente Lula querem acesso a mensagens de Moro Foto: Folhapress/Marlene Bergamo

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que o Supremo Tribunal Federal (STF) dê, aos advogados do condenado, acesso às mensagens hackeadas do celular de procuradores da Operação Lava Jato.

Eles enviaram um pedido ao ministro Alexandre de Moraes para que ele compartilhe o material apreendido pela Polícia Federal na Operação Spoofing. No dia 1º, o ministro determinou que as mensagens capturadas de celulares de autoridades, como o ministro da Justiça, Sergio Moro, fossem encaminhadas ao Supremo.

A defesa do ex-presidente diz que as conversas do ministro Sergio Moro com o procurador Deltan Dallagnol revelam “a existência de combinação prévia entre juiz e procuradores” e a “ascendência que o então juiz mantinha em relação às medidas de atribuição exclusiva do MPF”.

Para os advogados, “fechar os olhos à realidade” e classificar a atuação dos procuradores como “mero excesso” é admitir o que eles chamam de “verdadeiro vale tudo no exercício acusatório” e permitir que o Ministério Público promova “um linchamento moral do acusado”.

Os advogados do petista alegaram que as conversas de Moro com o procurador Deltan Dallagnol revelam “completo rompimento da imparcialidade” do ex-juiz da Lava Jato.

*Folhapress

LEIA TAMBÉM+ Janaina e senadores tratam sobre impeachment de Toffoli
+ Oposição na Argentina ataca Bolsonaro e defende Lula
+ PSL pede fim do sigilo de operação que liga PT ao PCC


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo