Leia também:
X PF investiga se CPI vazou dados sigilosos. Randolfe irá ao STF

Ação da PF prende 3 suspeitos de fraudar o auxílio emergencial

Investigação indica que pelo menos 5 mil benefícios do auxílio emergencial foram fraudados

Paulo Moura - 05/08/2021 09h43 | atualizado em 05/08/2021 10h55

Auxílio emergencial Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) prendeu, nesta quinta-feira (5), três suspeitos de fraudar os pagamentos do auxílio emergencial. Na casa de um dos detidos, o alvo destruiu o computador para evitar o flagrante, mas foi preso mesmo assim e responderá também por obstrução de Justiça. Há ainda um mandado de prisão em aberto.

Os mandados fazem parte da Operação Voitheia II, segunda etapa da ação que visa combater fraudes aos benefícios emergenciais oferecidos à população com dificuldades financeiras em razão da pandemia de Covid-19. O nome Voitheia, escolhido para batizar a ação, significa auxílio, ajuda, em grego.

Além dos mandados de prisão, estão sendo cumpridos 22 de busca e apreensão, expedidos pela 10ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, e o cumprimento da determinação judicial de sequestro dos bens dos investigados.

A primeira fase da Operação Voitheia foi deflagrada em abril deste ano, quando a PF prendeu quatro pessoas. Os responsáveis pela investigação estimam que aproximadamente 5 mil benefícios do auxílio emergencial foram fraudados pela organização criminosa.

Leia também1 PF investiga se CPI vazou dados sigilosos. Randolfe irá ao STF
2 Doria diz que não há necessidade de terceira dose da CoronaVac
3 Pedro Barros leva prata no skate, e Brasil iguala recorde de pódios
4 Jovem investidor em bitcoins é executado em Porsche no RJ
5 Câmara aprova urgência de 'reforma tributária do IR'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.