Leia também:
X Brasmarket: 54,2% dos eleitores rejeitam votar em Lula

60 milhões: Vídeo de Neymar em apoio a Bolsonaro viraliza

Apenas no Instagram de Bolsonaro o número de views está prestes a chegar a 40 milhões

Leiliane Lopes - 30/09/2022 17h51 | atualizado em 30/09/2022 18h04

Neymar fez dancinha com o número de urna de Bolsonaro Foto: Reprodução

O jogador Neymar Jr. publicou em seu TikTok, nesta quinta-feira (29), um vídeo em que ele declara seu apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

Em 24 horas, o vídeo viralizou e teve mais de 46 milhões de views tanto nas redes sociais do atacante do Paris Saint-Germain, quanto no do candidato à Presidência pelo Partido Liberal.

Somente no Tiktok do jogador são 12 milhões de visualizações. O presidente Bolsonaro, que também tem um conta oficial no TikTok, conseguiu 7,5 milhões de views ao reproduzir o vídeo de Neymar.

Já no Instagram do presidente, o número se aproxima de 40 milhões de visualizações.

Nenhum vídeo do candidato Lula (PT) atingiu uma marca tão expressiva de visualizações. Para se ter uma ideia, o vídeo de apoio da apresentadora Xuxa Meneghel ao petista tem apenas 6,8 milhões de views.

O apoio do jogador da Seleção Brasileira não foi bem recebido pela esquerda. Neymar foi duramente criticado nas redes sociais e precisou responder às críticas.

– Falam em democracia e um montão de coisa, mas quando alguém tem uma opinião diferente é atacado pelas próprias pessoas que falam em democracia. Vai entender – escreveu o atleta.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pleno.News (@plenonews)

Leia também1 Casagrande critica Neymar por apoio a Bolsonaro: "Patético"
2 Neymar cita democracia após ataques por apoio a Bolsonaro
3 "Reeleição e Hexa", diz Bolsonaro após apoio de Neymar
4 Neymar faz dancinha e pede voto em Jair Bolsonaro
5 Vídeo: Renato Gaúcho manifesta apoio a Jair Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.