Leia também:
X Agente funerário inova e faz campanha eleitoral em caixão

Esquerda “cancela” Haddad após ‘piada racista’ com Casagrande

Petista fez piada com termo Casa Grande, mas publicação desagradou sua militância

Pleno.News - 16/10/2020 21h02 | atualizado em 16/10/2020 21h53

A cultura do politicamente correto fez mais uma vítima na noite desta sexta-feira (16). Desta vez o alvo foi o petista Fernando Haddad, candidato derrotado à Presidência em 2018 e ex-prefeito de São Paulo, que acabou sendo cancelado pela militância esquerdista após fazer uma “piada racista” com o comentarista de futebol Walter Casagrande.

O petista publicou, em suas redes sociais, a foto de Casagrande após ele criticar a contratação de Robinho, condenado pela Justiça italiana por estupro, pelo Santos. Na legenda, Haddad fez um trocadilho com o nome do comentarista.

– Tem Casa Grande que vale a pena – escreveu.

Ele acabou apagando sua publicação, mas o estrago na sua base eleitoral já estava feito. Militantes de esquerda acusaram o petista de racismo e dispararam severas ofensas contra Haddad. O termo Casa-grande é uma referência ao período escravagista no Brasil.

O episódio também foi comentado por opositores políticos de Fernando Haddad, que apontaram a ironia dele ter sido vítima do que prega.

Leia também1 Huck é alvo de críticas por fotos com Robinho e Chico Rodrigues
2 Juiz 'recua' e Lula retoma título de doutor honoris causa em AL
3 Covid: Weintraub critica Doria e obrigatoriedade de vacina em SP
4 Paulistas se revoltam com Doria por vacina obrigatória: 'Ditador'
5 Vacina chinesa contra a Covid-19 será obrigatória em SP, diz Doria

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.