CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Ex-coordenadora: “MBL é seita para eleger Kim presidente”

Conheça o novo ministro da Educação, Milton Ribeiro

Pastor foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para o MEC

Pleno.News - 10/07/2020 19h47 | atualizado em 11/07/2020 23h14

Ministro da Educação, Milton Ribeiro Foto: Divulgação/Igreja Presbiteriana Jardim de Oração

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nomeou o pastor e professor universitário Milton Ribeiro para comandar o MEC (Ministério da Educação).

O anúncio foi feito em uma rede social. Em seguida, a decisão foi publicada no Diário Oficial da União, em edição extra.

Ribeiro é ex-vice-reitor do Mackenzie, em São Paulo. Ele também é pastor da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração, de Santos, litoral de São Paulo.​

– Indiquei o professor Milton Ribeiro para ser o titular do Ministério da Educação. Doutor em educação pela USP [Universidade de São Paulo] e mestre em direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e graduado em direito e teologia. Desde maio de 2019, é membro da Comissão de Ética da Presidência da República – escreveu o presidente.

Milton Ribeiro será o quarto ministro da Educação em pouco mais de um ano e meio de governo.

Ribeiro teve seu nome levado ao presidente, de acordo com fontes envolvidas no processo, pelo ministro Jorge Oliveira (Secretaria-Geral). O apoio do ministro da Justiça, André Mendonça, que é pastor presbiteriano, foi crucial para a escolha. O convite final a Ribeiro ocorreu na tarde desta sexta-feira, pouco antes do anúncio oficial.

Ribeiro era o nome de São Paulo citado por Bolsonaro em entrevista recente como possível ministro. O presidente sondou evangélicos, incluindo Ribeiro, após pressão do grupo sobre o cargo.

O pastor conta com a simpatia de parlamentares evangélicos de São Paulo, que haviam manifestado o apoio ao nome do professor a Bolsonaro. Aliados do presidente falaram sobre a escolha.

– É uma escolha do presidente, por indicação do ministro da Justiça. Não tem nada a ver com nós, evangélicos (…) Não conheço a ideologia que ele defende ou os princípios que ele defende. Só posso dizer isso: indicação do ministro da Justiça, que é presbiteriano que indicou outro presbiteriano – disse o pastor Silas Malafaia, que conta com trânsito no governo.

O deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), líder da da frente evangélica, elogiou a escolha.

– Acho um currículo excelente, tecnicamente competente de currículo para assumir cargo. E de princípios vão ao encontro com bandeiras do presidente e com o que a gente acredita. Acho que vamos viver de paz na educação – explicou.

Ribeiro é membro do Conselho Deliberativo do instituto Presbiteriano Mackenzie, entidade mantenedora da universidade Mackenzie. Ele atuou como vice-reitor da instituição durante três anos, entre 2000 e 2003, período em que ocupou outros cargos burocráticos. Ele diz ter sido responsável por 38 cursos de especialização e cinco cursos de extensão.

Sua atuação acadêmica mantém ligação estreita com a religião. No mestrado, pesquisou liberdade religiosa e no doutorado, finalizado em 2006, o calvinismo no Brasil e a relação com a educação.

Também aparecem no currículo duas especializações sobre o Velho Testamento.

*Com Folhapress

Leia também1 Pastor Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação
2 Paciente defende cloroquina: "Em cinco dias eu fiquei bom"
3 Bolsonaro nega que tenha pedido demissão de Gentili
4 Bolsonaro libera pausa de parcelas do Fies na pandemia
5 Bolsonaro sobre a cloroquina: "Tomei e deu certo. Estou bem"

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo